domingo, 14 de outubro de 2018

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

terça-feira, 21 de agosto de 2018

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

domingo, 5 de agosto de 2018

quinta-feira, 26 de julho de 2018

sábado, 21 de julho de 2018

domingo, 15 de julho de 2018

instantes de Yazd #3




Impressões de Yazd

O tempo que passámos em Yazd foi curto - um dia e meio apenas - para se conseguir ter uma melhor impressão desta cidade que fica numa região desértica, mas que, à semelhança de todas as cidades do Irão que visitámos, tem jardins floridos. É surpreendente como os iranianos sabem como aproveitar a pouca água que existe e o seu gosto pelas flores e as árvores. Na parte antiga da cidade os edifícios tem a cor da areia que os faz confundir com a paisagem, destacando-se pelas suas grandes torres que servem para arejamento e ventilação e os tornam tão singulares. Na praça principal, para além dos canteiros de flores e dos jogos de água que refrescam o ar, predomina um enorme edifício que alberga uma mesquita com maravilhosos azulejos coloridos. É também em Yazd que vive a maior comunidade de seguidores do Zoroastrismo, religião antiquíssima monoteísta, anterior ao Cristianismo e à conversão dos persas ao Islão, que praticam as suas crenças em total liberdade. No seu templo principal arde o fogo sagrado que, rezam as crónicas, nunca se apagou e que é mantido por sacerdotes. É também aqui que ficam as torres do silêncio onde até há alguns anos eram deixados os mortos desta religião, cujos preceitos impedem que os corpos sejam sepultados, conspurcando desssa forma a terra. 

terça-feira, 10 de julho de 2018

sábado, 7 de julho de 2018

segunda-feira, 2 de julho de 2018

segunda-feira, 4 de junho de 2018