sábado, 24 de junho de 2017

quinta-feira, 22 de junho de 2017

quarta-feira, 21 de junho de 2017

no bazar




do comércio local

Teerão é uma cidade moderna, semelhante a qualquer cidade europeia, apenas com um trânsito mais intenso e caótico.  O comércio é variado e há lojas com todo o tipo de mercadorias. Na parte mais antiga é frequente existir um comercio de rua, com bancas ocupando parte dos passeios. Para o pior e para o melhor, o embargo imposto pelos americanos faz com que estejam ausentes aquelas cadeias de lojas que se multiplicam por cá, Zaras, Mangos, Macdonalds e afins e que afinal acabam por não fazer falta. Existe ainda um bazar - os bazares cobertos são os centros comerciais na boa tradição oriental - onde se vende de tudo e onde as cores e os cheiros marcam presença e atraem os sentidos. As máquinas atms existem profusamente em todas as ruas e para quem vem de fora o único problema é que nelas não podemos utilizar os nossos cartões. É fácil trocar dinheiro e o euro acaba por ser aceite em boa parte os sítios e por vezes até nos dão o troco na mesma moeda!

sexta-feira, 16 de junho de 2017

quinta-feira, 15 de junho de 2017

sexta-feira, 9 de junho de 2017

quinta-feira, 8 de junho de 2017

pela cidade




Primeira paragem: Teerão

As primeiras impressões de Teerão foram a partir da janela do autocarro que nos levou do hotel, situado na parte nova, mais moderna e mais elevada, donde se avistava quase toda a cidade. Impressionaram-me as altas montanhas que a rodeiam, cujos picos estavam ainda, em finais de abril, cobertos de neve. Depois, foram os espaços verdes, muitos e cuidados. Ao longo das vias, largas e bem asfaltadas, com imensas passagens superiores para os peões, algumas com escadas rolantes, há árvores, de espécies variadas, umas ainda a crescer outras já com copas frondosas e canteiros com flores. O trânsito é imenso. Logo de manhã cedo há filas compactas de carros, com muitas motorizadas à mistura, mas o verde acaba por suavizar o impacto desse trânsito que nos levou a demorar cerca de uma hora para chegar ao centro, onde ficam os monumentos a visitar e os bairros mais antigos.
nota:  o péssimo hábito de conduzir a falar ao telemóvel é também comum por estas bandas: condutores e condutoras - sim, no Irão as mulheres conduzem - falam alegremente enquanto conduzem. 

as altas montanhas que circundam Teerão


segunda-feira, 5 de junho de 2017